"Um Barco atracado ao cais é sempre um sonho preso"

quarta-feira, março 30, 2005

Tozeur e o poeta Aboulkacem Chebbi


O oásis de Tozeur tem cerca de 200 mil árvores, 200 nascentes de água doce , algumas a 70 graus centígrados,20 aldeias e aromas e silêncios que inspiram os poetas.
No Belvedere, colina mágica de onde se avista a cidade, o Chott El Djerid- um lago salgado em pleno deserto, Aboulkacem Chebbi contemplava a paisagem, inspirando-se para escrever os seus versos. No Museu Dar Cheraiet, o primeiro museu privado da Tunísia, cujo mentor se tornou presidente da municipalidade de Tozeur, há um espaço onde se reconstitui o quarto do vate. Chebbi tem nome de avenida em Tozeur e num Outubro já distante, no meu dia de anos, descobri um mausoléu dedicado a esta figura que morreu jovem, tornando-se no poeta nacional tunisino.
A impressão que me causou a sua cidade, os seus escritos e o espaço imbuído pelo seu espírito estremeceram o meu ser, originando o poema cujo título tem o nome do poeta e está incluído no meu livro "Os Pastores do Sol":
Aboulkacem Chebbi
Na delicada voz de água dos pássaros
escuto o teu canto de cítara encantada
oh poeta das areias sem mar
e do silêncio onde as tâmaras são de mel
A palavra é romã na tua boca
e o oásis um poema eterno.
(Fotografia do oásis de Tozeur, de minha autoria,1994)Posted by Hello

5 comentários:

Fernando B. disse...


Um Paraíso terrestre muito bem captado.

Uma bela imagem tendo por fundo as acolhedoras palmeiras e por personagens centrais um riacho cristalino onde um belo cavalo branco se refresca.

Se quiséssemos ir mais longe no misticismo interior que esta imagem nos provoca, talvez descortinássemos o último dos Unicórnios deliciando-se com a Fonte de Eterna Juventude.

Hoje deu-me para aqui Amigo Luís. A imagem e o teu fantástico Poema ditaram as minhas palavras.

Um Abraço,

lost disse...

Esta foto é fenomenal! Não querendo imitar o fernando b., sempre que olho para ela, só me faz lembrar um unicórnio num bosque encantado!!

Abraço doce

ismael disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
ismael disse...

O Poeta hoje ficaria admirado com os campos de golfe que preenchem a paisagem... Ficam as memórias e a poesia

André Ferreira disse...

Tão mais perto estamos do Norte África que da Europa Central e ainda assim sabemos tão mais dessa Europa! Se a paisagem molda de alguma forma um poeta estou mais próximo de Aboulkacem Chebbi do que da maioria dos poetas que leio, pois vivo num oásis no meio do deserto e a româ é o meu fruto preferido!

Um abraço

André