"Um Barco atracado ao cais é sempre um sonho preso"

terça-feira, novembro 16, 2004

A (Nova) Militante do Património Invisível


Este blog deve-lhe alguns conselhos técnicos, pois neste quarto mês, comecei a brindar-vos com fotos. Ela também andou às voltas para conseguir editar fotos no blog http://lostphotos.blogspot.com onde há alguns meses partilha connosco emoções e surpresas. Há uns tempos a minha amiga falou-me da terra dos avós e da sua infância: Santa Justa, freguesia do Couço, concelho de Coruche. Hoje utilizo uma das imagens que então me ofereceu - esta belíssima aldraba resistente, num conjunto de duas,que por lá encontrou. Há dias estivemos juntos com um colega, ali para os lados de Bucelas, Santo Antão e São Julião de Tojal. Fomos inventariar e fotografar exemplares deste património que primeiro as campaínhas, depois os alumínios silenciaram. Sei que os defensores da causa do património invisível podem contar com esta nova militante, em prol da protecção de utensílios que chegaram até nós, atravessando séculos. Nos últimos anos, à medida que polui rios e ares e mata seres únicos- veja-se o caso da ursa dos Pirinéus aniquilada por caçadores incultos ou maldosos-o ser humano dá mostras de ser o maior predador de si próprio. Apaga a História. Anula o Futuro. Armadilha o Presente. O silenciamento das aldrabas constitui uma das marcas dessa destruição.Voltaremos ao assunto. Agora interessa saudar a Vanda Oliveira, mulher bonita, colega impecável, companheira de sonhos espectacular. É tão bom existires neste quotidiano incerto sonhando esperanças.É bom ver-te esvoaçar por aí, com um sorriso, em busca de aldrabas! Posted by Hello

3 comentários:

lost disse...

Deixaste-me sem palavras.... e um pouco corada e tudo! Eeheheheh!!! A este ritmo alucinante, esgotamos as fotos 'num instantinho'!! E lá teremos que ir de novo em busca de novos lugares, instantes e cores!! (o que é uma 'grande chatice'! Eheheh!).

Mas é com muito prazer que partilho contigo os meus olhares do mundo.

Obrigado por tudo, companheiro de sonhos!

Guida Alves disse...

Pelo sonho é que vamos e as aldrabas, esse património tão rico e tão desvalorizados por tantos, são o "sonho".

stillforty disse...

Obrigada pela partilha.
Gostei.