"Um Barco atracado ao cais é sempre um sonho preso"

segunda-feira, novembro 15, 2004

Emparedado


Um dia, talvez alguém diga que produzi qualquer coisa de útil para a minha terra... A vida dá muitas voltas... Mas nessa altura já estarei como este vestígio do passado- emparedado!!!Depois de esfolado vivo por sucessivos ladrões de sonhos, que nos vampirizam, que me importa uma palavra piedosa lançada ao vento, quando a minha energia já estará inerte, perdida no pó? Valia mais uma atitude que travasse abismos e pesadelos em vida...Mas não há ninguém que nos acuda nestes tempos tão negros!!!...Só nos resta morrer ou fugir para outro planeta... (foto de Fernando Duarte) Posted by Hello

4 comentários:

stillforty disse...

Nem mais!

augustoM disse...

Infelizmente o mérito de uma pessoa, muitas vezes, só é reconhecido depois da sua morte, não possibilitando ao homenageado o prazer de ver a sua obra reconhecida.
A isto chamo a justiça da injustiça dos homens. Dele só a lembrança.
Gostei muito do seu blog.
Um abraço. Augusto

Guida Alves disse...

Despeja lá a bílis de uma vez! O que nos vale é que ainda há muitos projectos para concretizar, daqueles que nós sabemos que valem a pena! :))

lost disse...

Os sonhos são das únicas coisas que não nos podem roubar.