"Um Barco atracado ao cais é sempre um sonho preso"

quarta-feira, fevereiro 23, 2005

Pele de Guitarra


Encostas o ouvido à boca do mar
e deixas-te embalar por essas ondas
que são a pele
de uma guitarra
dedilhada em silêncio.

Inédito, Luís Filipe Maçarico, (escrito na Tunísia-Ilha de Jerba, 14/6/04) Posted by Hello

1 comentário:

Águas de Março disse...

São insubstituíveis os teus poemas.. que linda metáfora!
Beijinho!