"Um Barco atracado ao cais é sempre um sonho preso"

quarta-feira, maio 11, 2005

Um Tuaregue no Tecto


Há uns anos atrás, o Rodrigo Dias, que ilustrou parte substancial dos meus primeiros livros, conhecendo o meu fascínio pela Tunísia, ofereceu-me este quadro, que foi colocado na parte superior da parede da sala na casa onde moro.
Como o III Festival Islâmico de Mértola começa de amanhã a oito dias, desenrolando-se entre 19 e 22 de Maio, resolvi partilhar o tuaregue para celebrar o sangue árabe que corre nas nossas veias, aceite-se ou não essa verdade insofismável.
Se tudo correr bem, lá estarei com a Ana!
(fotografia de LFM)Posted by Hello

4 comentários:

augustoM disse...

O maior susto da minha vida apanhei-o com um tuaregue na Guiné. O homem tinha praticamente dois metros de altura e os olhos mais penetrantes, para não dizer cruéis, que já mais tinha visto. Chocamos, sem querer, de frente, à primeira luz da alvorada, ao virarmos a esquina de uma casa, em plena selva guiniense. Ia morrendo de medo ao ver aquela figura gigante na minha frente vestida de azul, com turbante e a cara toda tapada menos os olhos. Levei tempo a recompor-me.
Quanto ao sangue árabe, no meu caso é mais visigodo, as minhas origens estão na Beira Alta.
Um abraço. Augusto

Sur Prise disse...

Estaremos, sim. Tão tuaregues ou mais do que esse que tens na parede.
Afinal tudo o que foi "fumo" se perdeu e perde na poeira dos dias.
As miragens que de vez em quando encantam os nossos dias são apenas belas para recordar.
Depois... depois vai ficando quem continua a ter brilho no olhar. E é essa luz tão saborosa que nos dá forças para continuar na estrada.
beijo-te

ANA

Ana Teresa Bonilha disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Ana Teresa Bonilha disse...

Ana Teresa disse...
Fiquei maravilhada com o que li! Estava procurando informações para conhecer mais sobre o povo tuaregue... quando encontrei o seu blog. Meu sonho é encontrar um dia, um targui! E os imagino exatamente como o Augusto descreveu! O quadro também é lindo. Já leram Tuarege de Alberto Vasquez-Figueroa?
Mas além disso, li os outros posts ee parabéns pelo blog! Terá uma nova leitora brasileira.
um abraço