"Um Barco atracado ao cais é sempre um sonho preso"

quinta-feira, agosto 13, 2009

Youssef Chaine/Le Destin


No final de Julho de 2008, faleceu Youssef Chaine, o cineasta de Al-Massir (O Destino), onde se reconstitui a ambiência do Al-Andalus, com o califa Almansour, governando a partir da Granada, que séculos depois ainda nos encanta e o filósofo Averrois, perseguido por fanáticos que acusam de heresia a sua forma de estar e os seus livros. Almansour fraqueja perante os sequazes e a fogueira vai devorar as obras do homem de cultura. Mas a Luz das suas palavras atravessa obstáculos e copiada à mão pelos amigos chega à Biblioteca de Alexandria. Pelo meio, amores, danças, canções e uma musicalidade e sensualidade que retive na lembrança.
Hoje partilho no "Águas do Sul" uma parte desse encanto: o príncipe está a ser manipulado pelos fundamentalistas de então e os ciganos reúnem-se para dançar enquanto ele sofre, com um dilema: por um lado, o espírito envenenado pelos ditames dos críticos, esconjura a dança, por outro, o corpo arde no desejo de dançar...
Divirtam-se, nesta celebração de um realizador egípcio, que conquistou com esta obra o prémio dos 50 Anos do Festival de Cannes.

3 comentários:

guika rodrigues disse...

Obrigada Amigo por me fazeres recordar um filme que me ofereceste e adorei. Gostaria de o rever em DVD, só o tenho em VHS.

Beijinhos e até sempre

mariabesuga disse...

Fica a apetecer...

Bjbj

Sano disse...

Ao rever o pedacinho do Destin que me envias-te, chorei de saudades do JÔJÔ, que o destino não mais me deixará abraçar, obrigada Luís beijos Sano