"Um Barco atracado ao cais é sempre um sonho preso"

segunda-feira, julho 06, 2009

Intoxicação Geral




Há pouco, liguei a RTP Um, a SIC...e tive de desligar!
Na RDP, os repórteres "desportivos", num crescendo de urros, anunciavam não sei quê... 100 mil parvos a vitoriarem o vómito da moda.
Na TSF, a mesma pobreza mental.
Intoxicação Geral.

Felizmente que existe a Antena 2.
Pus-me a saborear jazz e deixo aqui estas imagens do Alentejo, captadas no sábado passado. Viva o silêncio!
É uma forma de mostrar que estou contra estas maiorias, estes unanimismos do arroto grunhido, que em parte têm levado outros ícones ao estrelato. Falo por exemplo de Sócrates e Durão Barroso, craques de outros futebóis em que a baliza somos nós... Venha o diabo e escolha...

Pelo menos já somos três: além de mim, um amigo, algures no país, que também não vai nestas palhaçadas, partilhou a sua desolação, mais a fan que levou com uma patada do ídolo.
Aposto que ela nunca mais vai poder ouvir falar nele ou vê-lo...

Mas o tipo até podia não ter cultura, não saber falar, e ter umas quantas falhas...é humano errar!

Porém, tenho vergonha que um português famoso agrida admiradoras e nada faça, sequer em prol das crianças da sua terra natal, sujeitas a tantas privações (não acredito que depois do filme "Até Amanhã, Mário" os problemas nele apontados tenham cessado).

O tal Cristiano, de nome, mostra à saciedade a mesquinhês de gentalha que só sabe esbanjar milhões, sem nada fazer para minorar o sofrimento alheio, que afinal é dever de quem tem muito e já foi pobre.

Luís Filipe Maçarico (texto e fotos)

4 comentários:

Pedro disse...

Acho que o CR é um fantástico jogador de futebol. Como pessoa não posso avaliar porque não o conheço.
Agora... montou-se um circo à volta dele... nisso concordo com o autor deste post...

jose filipe rodrigues disse...

O Orgulho Nacional


Estou tão contente com o orgulho nacional:
A esta hora o cristiano ronaldo está quase a acordar
depois de uma noite passada,
no mesmo sofá, com a Paris Hilton.
Em Los Angels, escutem bem, em Los Algels,
Califórnia, Estados Unidos da América do Norte.
Tanta alegria. Tanta felicidade completa. Tanta sorte.
O cristiano ronaldo, um português da madeira,
deitado com Ela, descansando na mesma esteira,
com a Paris Hilton, a do jet set, a Americana.
A coisa mereceu destaque nos noticiários da televisão,
com toda a lógica, com justa razão,
porque alimenta o prestígio nacional.
Ao que parece, ele pro-mete nos remates à baliza
senão não seria precisa tanta divulgação.
ele é o Heroi. Ele é a Salvação.
Ai como eu gostaria de ver esses pombinhos casados,
não em Junho, não no dia de Santo António,
poderia ser no dia dos namorados, o de São Valentim.
Isso sim, senhoras e senhores, isso sim
ainda levantaria mais a moral de todos nós,
esqueceriamos definitivamente o custo de vida
e o desemprego dos licenciados nas universidades,
os tempos difíceis dos nossos pais e avós,
as contradições dos sindicatos e dos governantes,
o zé povo, com dificuldades e baixos salários,
e as futilidades desses voluntários
que trabalham no que não é fundamental,
as acções de altruismo e dádiva completa,
servindo os desprotegidos, os sem pão.
Que futilidades, esses não são herois nos noticiários
porque não convivem com a Paris Hilton. Esses, não.
Esses não fazem parte do grupo dos extraordinários.
Ai como eu gostaria que me dessem ouvidos e razão
quando mando à merda alguns chefes de redacção.

Pete disse...

Excelente ponto de vista crítico. A última parte em que refere que ele esqueceu as origens tem toda a razão. Eu também não gosto do mediatismo exacerbado que lhe dão. Dou-lhe um exemplo de alguém que se calhar na carreira dele toda ganhou menos que o que o tal Cristiano já ganhou, o Figo, e que no entanto sempre esteve associado a grandes e a nobres causas. Ele aparece pelos piores motivos, mas eu já não me surpreendo, pois é o pais que temos, quer gostemos quer não.

Um abraço,

Pedro Gonçalves.

elvira carvalho disse...

Por essas e por outras é que mal vejo TV.
Um abraço