"Um Barco atracado ao cais é sempre um sonho preso"

quinta-feira, fevereiro 19, 2009

Na pegada da Neblina




Quando penso em ti
mergulho os olhos
no Tejo e imagino
que estás ao meu lado
como na primeira noite
dizendo o que não esqueço.

Quando penso em ti
lamento que não venhas
para navegares comigo
pelos rios do amor
com o mel dos beijos
na pegada da neblina.

Luís Filipe Maçarico (fotografia e poema)

2 comentários:

girassol disse...

saudade dentro de ti
beijos mel para teu amor no dia em que ele voltar

chegará o teu amor
saído da neblina com o dia a clarear

jingã
belmi

girassol disse...

saudade dentro de ti
beijos mel para teu amor no dia em que ele voltar

chegará o teu amor
saído da neblina
com o dia a clarear

jingã
belmi