"Um Barco atracado ao cais é sempre um sonho preso"

sábado, abril 11, 2009

Luísa Amaro: O Som da Luz que nos Falta


Que sonoridades esta mulher consegue extrair, através do dedilhar sensível, arrepiante, da guitarra, que nos remete para paisagens sonoras que Carlos Paredes imortalizou, com um saber que nos encanta, porque ela recria, reescreve em páginas novas uma caminhada que o mestre desbravou.
Recriando o lugar onde nos movemos, resistindo e celebrando, em quotidianos visitados de quando em vez pela sombra, Luísa Amaro traz-nos a felicidade que a música proporciona. O voo que nos transcende. Luísa Amaro em "Mediterrâneos" é a asa que desejamos, o sonho que nos embruxa, o fascínio que nos impele a prosseguir a jornada, como muitos outros antes de nós o fizeram, lutando por dias limpos. Neste sul da sede de tocar o Infinito, a Suavidade, o Afecto, a Essência. Sente-se nesta guitarra uma respiração da terra, plena de azul, prenhe de dádiva, frutos e faces de paz.
Bem Haja por ser o som da luz que nos falta!
Luís Filipe Maçarico
Peço aos meus leitores que confirmem o que digo visitando Luísa Amaro no My Space:
http://www.myspace.com/luisaamaro

4 comentários:

girassol disse...

diluir-se-ia o tempo sem rumo se a música não nos acontecesse. perder-nos-íamos de nós...

Lindíssimo este trabalho da Luísa com aroma a Carlos Paredes.

Obrigada Luís
Jingã
Belmi

Claudia disse...

A Clau leu e escutou e deliciou-se. O domingo nasce mais sereno na certeza de que, mesmo em dias mais cinzentos, sempre haverá sons a embalar-nos os sentidos. O chi...

Miss Piggy disse...

Obrigado, querido amigo, por partilhares as coisas boas da vida.
É certo que lembra o mestre Paredes mas, simultaneamente, tem um toque feminino, um sentir que só pode ser de Vénus.
Bem hajas.

samuel disse...

É um projecto a seguir com atenção.