"Um Barco atracado ao cais é sempre um sonho preso"

sexta-feira, maio 12, 2006

Raúl Brandão e Portugal


Esta manhã, em conversa com o poeta José do Carmo Francisco, de quem recebi um livro sobre a sua obra, baseado na tese de mestrado de Ruy Ventura ("José do Carmo Francisco Uma Aproximação"), recolhi dele uma frase de Raúl Brandão*, a propósito de António Nobre, que infelizmente permanece actual:

"Em Portugal, ser diferente dos outros é já uma desgraça; ser superior aos outros é uma desgraça muito maior !"

*in "Memórias" ed. renascença Portuguesa, 1919

(foto de Sónia Frade)

2 comentários:

Pete disse...

Infelizmente este país e a mentalidade do seu povo evoluí muito lentamente.
Uma Boa Semana e Abraços,

Pedro Gonçalves.

A Rapariga disse...

Right!