"Um Barco atracado ao cais é sempre um sonho preso"

segunda-feira, setembro 14, 2009

Um Adeus Para Ana Sobral


No último encontro da Aldraba, ela esteve - como aconteceu regularmente -ao nosso lado. Associada entusiasta pelo património, participava sempre que podia.
Foi ao Fundão, a Carnaxide, às tertúlias gastronómicas em casas regionais.
Discreta, pudemos contar sempre com o seu estímulo precioso, que era a sua presença.

Ana Sobral partiu.
Curvo-me perante a sua memória, ainda há pouco respiração e esperança. Eis o significado da vida: pujança de ideais na caminhada, apagão repentino - que nos deixa mais pobres.
Obrigado, Amiga, pelo teu testemunho de cidadania e partilha.
Esta é a minha singela homenagem, para enviar desde o meu blogue, aos seus colegas, amigos, familiares e aos corpos sociais da Aldraba

Luís Filipe Maçarico (enquanto Presidente da Mesa da Assembleia Geral da Aldraba - Associação do Espaço e Património Popular)

Na foto: Ana Sobral, durante o recente passeio da Aldraba a Carnaxide, ao lado do dirigente da Filarmónica local.

3 comentários:

Guida Alves disse...

Tenho muita pena, gostava muito desta nossa amiga. Que esteja em paz.

mariabesuga disse...

Não sei se conhecia a Ana Sobral. Posso ter estado com ela em algum encontro mas há-de ter sido pouco e não nos foi dado conhecermo-nos...

Sinto de qualquer maneira a perda da pessoa com sentido cívico e humano e tudo o que são uma e a mesma coisa que é a atitude de defesa/perservação do que somos como gente e espaço na partilha da vida.

Jingã a ti Luís

Abraço à família e a todos os amigos da Ana Sobral.

elvira carvalho disse...

Deixo um abraço e saio em silêncio.