"Um Barco atracado ao cais é sempre um sonho preso"

segunda-feira, setembro 07, 2009

Multidões & Caniches


















Sítio de amigos e de companheiros de sonho, como o Mário do "Cheira -me a Revolução", do Mário Rui, da Aldraba (e do Fernando Duarte) sempre à hora - em ponto - na poncha da Madeira, da Salomé, da Graça Erika, do Elias, da Florinda e da Crisanta, com figuras da política ali, ao nosso lado, como o padre Edgar e Carlos Carvalhas, compartindo o prazer da 33ª Festa.
Festa do Avante que este ano homenageou Soeiro Pereira Gomes, o magnífico militante e autor de "Esteiros" e o incansável corso que recolheu pérolas e pérolas da nossa cultura musical, percorrendo o país, com Lopes Graça, recolha que foi fundamental para a EtnoMusicografia: Michel Giacometti.

Diz o Samuel no seu blogue que os jornais de hoje não se referem à avalanche de multidões que foi a Festa do Avante:
http://samuel-cantigueiro.blogspot.com/2009/09/gelatina-jornalistica.html

O que é que se espera quando a maior parte dos jornalistas se transformou numa matilha de caniches do doninho, à espera de alcavalas, pelos bons serviços prestados aos detentores de capital, fortunas, poderes, influências?

Também sabemos que se a Festa tivesse sido um fiasco eles estariam lá, escreveriam páginas de júbilo pela falência do comunismo, etc. Ou caso a convivência fraterna se transformasse numa arruaça, de preferência com feridos, eles iriam farejar sangue...
Mas não foi assim. Como Ary dos Santos escreveu "Cada vez seremos mais" e os Poetas nunca se enganam...

Para que conste, aqui ficam algumas imagens deste domingo na Festa do Avante, que mostram uma parte dos milhares que assistiram ao Comício e aos inúmeros momentos artísticos e de convívio, pois os meus meios de reportagem são limitados. Mesmo assim, parece-me pertinente o resultado deste olhar: alegria, juventude, energia muito criativa para garantir um futuro melhor.

Luís Filipe Maçarico (texto e imgens)

4 comentários:

mariabesuga disse...

A hora, Luís, é de solidariedade com a Manuela... a solidariedade dos outros jornalistas porque ela, coitadita, foi "despedida". De certeza que foi por isso. Foi!... só pode.

Há cenas que não interessam e portanto melhor que passem despercebidas. A festa é uma das... Vá-se lá dizer que esteve bem e cheia de malta e para o ano ainda fica maior!!!... Se assim já é o que é. Caladinhos que pode ser que o povo esqueçaa festa pá.

Sempre oportuno, Luís.

Foi boa a festa então e espero que o teu pezinho se tenha portado bem para no próximo ano o levares lá outra vez.

Jingã
Belmi

elvira carvalho disse...

A festa do Avante já é um caroço na garganta de muitos. Imagine se a imprensa falasse mais da festa. Morriam sufocados de raiva.
Um abraço e ainda bem que fotografou. Assim sempre vejo um bocadinho mais do que o fogo de artificio que vi da minha varanda, virada para o rio...

Mar Arável disse...

Boa malha

PreDatado disse...

"O que é que se espera quando a maior parte dos jornalistas se transformou numa matilha de caniches do doninho, à espera de alcavalas, pelos bons serviços prestados aos detentores de capital, fortunas, poderes, influências?" - Pior do que nos jornais é ver a televisões. O pior é que não são só caniches.

Um abraço.