"Um Barco atracado ao cais é sempre um sonho preso"

sábado, junho 06, 2009

EM NOME DA TERRA




Voltei de mais um fim de semana de estudo no Baixo Alentejo.
Amanhã serei escrutinador numa mesa de voto.
Dia de reflexão? Não é necessário procurar muito... Essencial é votar. Ficar em casa, nunca!
Procura-se um futuro mais criativo, mais justo e de paz. Só pode ser feito com as nossas mãos e o nosso trabalho. O nosso voto.
É preciso deitar no caixote de lixo aqueles que diariamente nos afrontam e escolher melhor. Em nome da Terra, pela mudança sempre!
E nunca se esqueçam: durante décadas não era possível votar livremente, por isso manifestem a vossa vontade e escolham bem!
Lutou-se muito para que pudéssemos exprimir opiniões e participar em decisões. Nunca se esqueçam que no tempo dos pais e dos avós era proibido.
Vulgarizar, amesquinhar, desprezar esta possibilidade revela ignorância e insensibilidade.
Não digam que "eles" são todos iguais e que querem é tacho, para justificar a vossa ausência.
Sabiam que no Parlamento Europeu tentaram fazer passar uma lei, que nos podia obrigar a trabalhar 65 horas semanais?
E que queriam controlar os nossos mails, alegando (está na moda os senhores do mundo interferirem na vida dos povos, não obstante a discursata obâmica) que seria uma precaução para combater o terrorismo, imagine-se!
Então, vão ficar em casa à espera do resultado da votação dos outros?
Ou vão marimbar-se? Depois não se espantem se as coisas um dia derem para o torto...
Vocês também têm responsabilidade no que nos acontecer...
LFM

2 comentários:

Alor disse...

1001 noites não-voto sem voto devoto, como botar contra o Parlamento Europeu (EU-Constituição Moderna) num quadrado de 'direito'-em-'representação' esquematicamente tido como instância de sublimação 'democrática'?


Se probably lá tornarei to cast ma shit em nome de uma unitarian democratic coalition que gostaria que discursivamente mais interessante, no melhor dos étimos, porque os nomes se pulverizam - mesmo - a ligação a Beirute, ess'outro acto eleitoral, em nome da terra some alter trips, em nome de Deus - al-Hamdulillah - to deal with -;

AbraÇalam!

girassol disse...

Em nome de nós que somos da terra. Ainda não me tinha ocorrido usar esse argumento. "Em nome da terra"...

Jingã
Belmi