"Um Barco atracado ao cais é sempre um sonho preso"

segunda-feira, agosto 08, 2005

Ponto e Traço: A Sabedoria da Paciência


Hoje volto a falar da pintura Manuel Passinhas, celebrando a arte deste galardoado com o 1º Prémio no Concurso de Pintura sobre Contrabando, realizado pela Junta de Freguesia de Santana de Cambas.
Em Maio deste ano, durante o III Festival Islâmico esteve patente ao público a exposição "Ponto e Traço".
Na altura escrevinhei umas impressões sobre as obras patentes nessa mostra que agora torno públicas:
"A pintura de Manuel Passinhas consubstancia a sabedoria da paciência, em que o alentejano é Mestre.
O geometrismo, de forte influência árabe, que integrou a sua recente exposição, realizada em Mértola, no bar Alsafir, surpreendeu-nos pelo apuro, pela beleza, pela harmonia.
Manuel Passinhas transcendeu-se em "Ponto e Traço".
O seu precurso, construído discretamente, atingiu nesta fase um expoente que se celebra.
Passinhas é um pintor digno das palavras mais luminosas, luz que as suas telas irradiam, tocando-nos de uma forma envolvente."
Palavras guardadas, que nunca cheguei a enviar para nenhum jornal alentejano, mas que neste momento faz todo o sentido divulgá-las aqui. Como dizia Rita Maria da aldeia da Luz, "a linha nunca se perde...Posted by Picasa

1 comentário:

Ana Teresa Bonilha disse...

Fiquei encantada com esse quadro! Já estou a procurar na internet para ver o que mais acho desse artista. Será que um dia poderemos ver seu trabalho aqui no Brasil? Sabes de alguma pretenção dele vir para essas bandas?