"Um Barco atracado ao cais é sempre um sonho preso"

quinta-feira, janeiro 20, 2005

Serenidade e Esplendor


Três anos depois voltei e não me canso de partilhar a beleza, para incentivar os que amam a serenidade e o esplendor de uma cidade diferente.
Granada é um oásis neste mundo de desencanto(s).
Da primeira viagem, guardei vários poemas. Partilho este:

O HIPPIE DE BOTTICELLI
Na Plaza Larga
entre pássaros e crianças,
saído duma tela
de Botticelli o hippie
descalço escrevia o diário
da sua errância
na tarde cálida
de Granada. Entre jasmins
e romãs...

Luís F. Maçarico
7-10-2001, Albaicin, Granada
A foto é da Cristina Pombinho (Dezembro 2004)Posted by Hello

2 comentários:

augustoM disse...

Nunca fiu a Granada, mas tanto quanto sei é uma joia da cultura islâmica arrebatada pela cultura cristã.
A tranquilidade propiciada pela harmonia é uma herança do mundo árabe.
O poema que fala do hippie está muito bem conseguido, e enquadra-se perfeitamente no contexto.
Um abraço. Augusto

Águas de Março disse...

Olha, de facto até faço minhas sem tirar nem pôr, as palavras do Augusto.
Beijinho