"Um Barco atracado ao cais é sempre um sonho preso"

domingo, outubro 19, 2008

Poesia Portuguesa nos 70 Anos da Escola da Tapada das Necessidades






Esmeralda Veloso trouxe a poesia de Fernanda de Castro, Luís Maçarico evocou Ary dos Santos, Nádia Nogueira incarnou Natália Correia e José Alberto Franco disse as palavras de José Gomes Ferreira. Os quatro ensaiaram na relva, antes do começo do espectáculo.
Aconteceu nesta tarde de domingo, dia 19 de Outubro, na Tapada das Necessidades, por ocasião dos 70 anos da Escola Fernanda de Castro, uma escola com 2 hectares de recreio, fundada pela avó da escritora Rita Ferro, que esteve presente e falou com carinho dessa avó, que conviveu com inúmeros poetas, com os quais teve amizades que duraram pela vida fora.
Houve música da época, a cargo de um coro e duas intervenções poéticas do grupo de quatro declamadores, juntos pela primeira vez, por iniciativa de Rosário Baptista, que seleccionou a poesia dita, numa iniciativa promovida pela Junta de freguesia dos Prazeres.
O presidente da Junta Magalhães Pereira e a secretária do Executivo Margarida Passinhas, bem como uma equipa eficiente de funcionárias da autarquia esforçaram-se para que o evento tivesse o nível e o brilho participado e aplaudido por cerca de duas centenas de pessoas, entre as quais havia antigos e actuais alunos, bem como professoras, tendo o festejo terminado com um simpático beberete.
Luís Filipe Maçarico (texto e fotos)

4 comentários:

samuel disse...

Ora aí está uma tarde passada de forma bem inteligente!
Um dos membros da família daqui de casa, tem o nome que tem, por causa de um título de um poema de Fernanda de Castro.

Abreijos

girassol disse...

Encontros onde a poesia é festejada são o festejo da vida...
À Vida!...
Aos Poetas!...
À Poesia!...

(quase que me apetecia dizer "abreijos")

Jingã
Belmi

marialascas disse...

Bonito é ver o ar concentrado dos ouvintes. Bonito

Fernando Pinto disse...

Cheira a poesia por aqui...

Abraço deste teu amigo ovarense