"Um Barco atracado ao cais é sempre um sonho preso"

sábado, fevereiro 25, 2006

Reflexões Sobre Este Tempo


Com tradução de Paulo Quintela, extraio do livro "Poemas e Canções" de Bertolt Brecht, estas reflexões em forma de verso, que bem podiam ter sido escritas agora:


EM TEMPOS DE ESCURIDÃO
Poder-se-á também cantar?
Poder-se-á também cantar
Dos tempos de escuridão.


*******

ENTRE OS DA ALTA
É tido como baixo falar de comida.
Isso provém de eles terem
Já comido.

(...)

*******


DE QUE SERVE A BONDADE

1

De que serve a bondade
Quando os bondosos são logo abatidos, ou são abatidos
Aqueles para quem foram bondosos?

De que serve a liberdade
Quando os livres têm que viver entre os não-livres?

De que serve a razão
Quando só a sem-razão arranja a comida de que cada um precisa?

2

Em vez de serdes só bondosos, esforçai-vos
Por criar uma situação que torne possível a bondade, e melhor:
A faça supérflua!

Em vez de serdes só livres, esforçai-vos
Por criar uma situação que a todos liberte
E também o amor da liberdade
Faça supérfluo!

Em vez de serdes só razoáveis, esforçai-vos
Por criar uma situação que faça da sem-razão dos indivíduos
Um mau negócio!

*******

NÃO VAMOS AGORA DISCUTIR
Se explorámos o poder quando o tínhamos, agora
Já não temos poder.

Não vamos agora falar
Sobre se isto vai sem violência. Agora
Foi a violência que nos derrubou.

*******

GENERAL, O TEU TANQUE É UM CARRO FORTE.
Arrasa um bosque e esmaga centos de homens.
Mas tem um defeito:
Precisa de um condutor.

General, o teu bombardeiro é forte.
Voa mais rápido que uma tempestade e carrega mais que um
elefante.
Mas tem um defeito:
Precisa de um mecânico.

General, o homem é muito hábil.
Sabe voar e sabe matar.
Mas tem um defeito:
Sabe pensar.


Bertolt Brecht

5 comentários:

Fernando Manuel O. Pinto disse...

Tive muitas aulas no anfiteatro Paulo Quintela, na Faculdade de Letras da minha Universidade. Em Coimbra aprendi a respeitar a sua obra. Traduzir poesia é dar à luz um poema inacabado...
Gosto muito da tua poesia, Luís, do teu verso... Gosto de te ler!

Quanto ao livro: sim, gostaria de ver publicado algumas páginas que revelassem a minha forma de olhar o Mundo... Seria a realização de mais um sonho! Obrigado por acompanhares este meu percurso. Fotografo como respiro: normalmente, sem grande preparação. Simplesmente olho e disparo! Adoro escrever versos com luz!

Abraço!

Marketeer disse...

Conhece a cidade alentejana de Vendas Novas?

Temos a sua História e Património em Exposição na Geração VN.

Passe por lá!

Eu mesmo disse...

Bonito.
Gostei.
Vou voltar.
...compadre.

http://multimilionario.blogspot.com/

A Rapariga disse...

Ena há tanto tempo! Gostei!
Beijos fofos e doces

MRS disse...

Só para te dizer que passei por aqui.

O resto já cá estava.

Mário Sousa