"Um Barco atracado ao cais é sempre um sonho preso"

domingo, janeiro 09, 2011

Calbi Arabi






Têm chegado notícias muito perturbantes, nada poéticas, nada turísticas, do Magreb.
Nomeadamente da Tunísia, com motins por todo o lado, que originaram mortos.
Os números de falecimentos e feridos são díspares. E à medida que este domingo foi passando, aumentaram.
Veja-se o que se diz no Liberation:
http://www.liberation.fr/monde/01012312547-manifestation-mortelle-en-tunisie
O Governo acusa extremistas que desejam desestabilizar o país.
Os governos do sul da Europa, e os partidos socialistas do sul do continente europeu, sempre tão expeditos em encher a boca com os direitos humanos estão em silêncio.
Ver notícia do Jornal El País de hoje aqui:
http://www.elpais.com/articulo/internacional/Gobierno/Tunez/confirma/muertos/enfrentamientos/policia/elpepuint/20110109elpepuint_4/Tes
E no Público de hoje, on line:
http://www.publico.pt/Mundo/tunisia-balanco-oficial-reconhece-que-14-pessoas-foram-mortas-por-balas-nos-motins_1474347
Esta revolta dura alguns dias.
Veja-se a notícia divulgada no dia de Natal, aqui:
http://www.abc.es/agencias/noticia.asp?noticia=636442
Dia 5, o Público on line noticiou isto:
http://www.publico.pt/Mundo/internautas-bloquearam-sites-governamentais-na-tunisia-para-protestar-contra-o-regime_1473775

Entretanto na Argélia, ondas similares de violência alastraram, com manifestações populares e repressão policial, despoletadas pelo aumento de bens alimentares e do desemprego.
Ver aqui notícia:
http://jornal.publico.pt/noticia/09-01-2011/tres-mortos-em-quatro-dias--de-motins-nas-cidades-argelinas-20980173.htm

Segundo dados de 2008 a Tunísia tem uma população de 10.383.577. A Argélia possui 33.769.668, de acordo com a mesma fonte estatística.

E tal como comentei na página do Facebook, de um amigo tunisino, que em Agosto passado tive a oportunidade de entrevistar em Mértola, aquando do seu estágio "Que mágoa ter sabido destes acontecimentos. O jornal "Público" referiu os problemas que se estão a passar aí, mas temos de procurar na Internet, se pretendermos obter mais informações. Pelos Amigos que tenho em várias regiões, lamento sinceramente Mortos e Sofrimentos, desejando que a Paz volte. E que Liberdade, Justiça e Democracia sejam palavras para valer."

O meu coração está com todos os meus amigos do Magreb.

Calbi Arabi (O meu coração é Árabe)*


Texto e Fotografia de Luís Filipe Maçarico

* Título de um livro de poesia luso-árabe, da autoria de Adalberto Alves.

1 comentário:

marialascas disse...

Também o meu coração não dorme com tais notícias. Sobretudo tenho dificuldade em saber a verdade dos factos ou das motivações políticas. Sei que quando estive na Tunísia já há alguns anos o Guia amnifestava descontentamento em relação ao regime político, considerando o Presidente ( que continua a ser o mesmo um Ditador)... E na Argélia o regime tem feito muitos exilados.Todas as pessoas têm iguais direitos e o direito de lutar por eles, mas há mortes mesmo de desconhecidos que nos tocam mais que outras, essa é a verdade.