"Um Barco atracado ao cais é sempre um sonho preso"

sábado, dezembro 19, 2009

Se Vier Alguém...


No último comboio que tomei, para assistir a mais um fim de semana de aulas em Mértola, dei-me conta de um pequeno pormenor, revelador de certas opções e atitudes quiçá políticas, de uma parte considerável dos portugueses.
Muitos passageiros ocupavam lugares indevidos, inclusivé o meu.
E o argumento, quando interpelados, era sempre: "Se vier alguém - ouvi dizer inúmeras vezes - vou para o meu lugar e você (a pessoa que queria sentar-se no seu lugar e nunca conseguia) vem para este..."
Neste tipo de atitude, - e em tantas outras, que me dispenso de lembrar, - mas que os automobilistas, por exemplo, conhecem, reconheço a justificação para muitos dos políticos corruptos continuarem a ser escolhidos, mesmo depois de se saber que não são pessoas credíveis.
Para os eleitores, que no dia a dia têm procedimentos como aquele que contei, um político corrupto, desde que faça uma rotunda ou qualquer melhoriazeca, merece o seu voto, porque é o espelho da sua própria sacanagem.
"Se vier alguém, vou para o meu lugar..."
E porque não está, nem vai, se alguém chegou e tem no bilhete que comprou, direito àquele lugar? Que gente é esta?
Luís Filipe Maçarico (texto e foto)

1 comentário:

elvira carvalho disse...

Uma boa pergunta amigo.
Um abraço e uma boa semana