"Um Barco atracado ao cais é sempre um sonho preso"

quinta-feira, julho 14, 2011

A Dignidade é a Nossa Bandeira










Hoje encontrei a coragem
Nas ruas, ao pé dos outros
companheiros de luta,
participando com a minha voz,
de corpo inteiro
e uma lágrima de tristeza
pelos muitos que se calam.

À injustiça respondemos
com pés, punhos e garganta
e não desistimos do mundo
que sonhámos.

Ó tu que deixas passar a vida
como se não tivesses ouvidos
como se não tivesses olhos
como se não tivesses boca,
pensando que és sábio...
porque permites que te humilhem,
porque suportas que te espoliem,
governo após governo,
geração após geração

porque te alheias
destes panos negros
e da revolta
que nos queima
as veias?

Ao ficares para trás,
és o primeiro a ser derrotado.
Nós nunca perdemos,
porque a dignidade
é a nossa bandeira
e a fraternidade
a razão de respirarmos.

Hoje encontrei a coragem
Nas ruas, ao pé dos outros
camaradas deste destino
que temos de mudar!

Luís Filipe Maçarico
14-7-2011

1 comentário:

elvira carvalho disse...

Excelente o poema Luís. E que bom saber que mantém o sonho e não desistiu de lutar por ele. Quem dera a sua força.
Um abraço e tudo de bom para si hoje e sempre.