"Um Barco atracado ao cais é sempre um sonho preso"

terça-feira, fevereiro 22, 2011

A PAZ PODRE


Ao longo da vida, realizei projectos que me deram/dão muito prazer: amizade, poesia, fotografia, viagens, livros, cursos.

No asfixiante e medíocre rectângulo em que respiramos, ousar ter um espírito livre, pensar e criticar são características que geram invejas, intolerâncias e ódios, só por existirmos. Geralmente provenientes de gente inculta que mamou na teta da Inquisição.

Desde plágios a insultos on-line, já fui alvo de vários ataques violentos...

Todavia, um destes dias, apercebi-me duma nova e demolidora ameaça que me deixou estupfacto.

Na sombra, gente abjecta idealizou um site nojento, utilizando parte do meu nome, apresentando obscenidades.

Para que conste, gosto da blogosfera, das redes sociais - que se revelaram tão importantes nos recentes acontecimentos da Tunísia e Egipto - porém, não possuíndo nem mau gosto, nem poder, nem conhecimentos para fazer sites onde são escarrapachadas coisas indecorosas, certamente a troco de dólares (o site está alojado num servidor americano, mas suspeito que haja intermediários na América Latina, dado que está escrito em português do Brasil) lamento que haja quem se aproveite da Liberdade para denegrir os que não amocham ao conformismo destes dias cinzentos de paz podre, imposta pelo Capitalismo reinante.

Deixo aqui o alerta para todos os que usam a net para dizer o que pensam. Quem não se conforma com o quotidiano, pode ter surpresas... Que las hai, las hai...

Luís Filipe Maçarico

1 comentário:

EVB disse...

A minha solidariedade, Amigo Luís! São abjectos os meios de que essa gente se serve para tentar denegrir quem luta por um Mundo mais justo e fraterno. Porque os interesses deles são opostos.
Um abraço