"Um Barco atracado ao cais é sempre um sonho preso"

segunda-feira, agosto 21, 2006

Festa do Anjo da Guarda em Alpedrinha: Um Bom Argumento para Reencontrar Amigos






Uma vez mais a ancestral festa do Anjo da Guarda realizou-se em Alpedrinha. É sempre no terceiro fim de semana de Agosto e assemelha-se às romarias de outras localidades, só que esta é das gentes da Sintra da Beira, que estejam onde estiverem acorrem à procissão e ao convívio que se segue no recinto da festa.
Na década de noventa do século passado acompanhei de perto este evento, pois foi tema de um trabalho meu para uma das cadeiras da licenciatura em Antropologia.
Há sempre um bem - estar quando regresso à terra mágica e reencontro pessoas que me são queridas que agora vivem longe, como é o caso da minha amiga Alexandrina, residente em Cambray, com os filhos, mãe e irmãos.
É sempre um prazer estar com o Hugo Caniça, a Maria dos Anjos, a Isaurinha, a Piedade, a Dona Maria Pires, o Nuno e os pais, a Paula Silva e o Paulo Grilo, o Nélson/Zidima Licasi, personagem de "A Talha" de Luigi Pirandello, que lhe ficou colado à pele.
Há uma série de pessoas que são referências como o Carlos Fatela, o Tomás, o Orlando Cacheno, o Manuel Mendes, o Carlos e a Monia, a Dona Luísa Estáquio, a Dona Gracinha Correia, o Raúl Paulo, o Francisco Roxo, o Eduardo Serra, o dr. João Costa, a dona Maria da ginginha e da conversa mais simpáticas.
A festa para mim é a possibilidade de rever e de conviver com amigos de há décadas, que me fazem falta para saber de mim. O Santo é um bom argumento.
(texto e fotos de LFM)
Legendas: O novo palácio do Picadeiro, que durante décadas os alpetrinienses acreditaram poder um dia ver reconstruído, Os Zabumbas desfilando junto da igreja da Misericórdia, a imagem antiga do Anjo da Guarda, dona Maria Pires à porta da Pensão Clara, dona Maria ao balcão da sua tasquinha.
NOTA: E mais não ponho porque o Blogger desde ontem está caótico: apenas consegui publicar textos; hoje de manhã gastei mais de uma hora a preparar este artigo, que tive de reconstituir à tarde, pois perdi todo o trabalho em que me empenhara para partilhar o que de bom usufruí.

7 comentários:

Mendes Ferreira disse...

querido...o que há de fascinante em ti é que és sempre O mesmo, ou seja o solidário. o provador de todos os anjos esquecidos. o delator terno e atento. O AMIGO. O certo. inesquecível...


estou longe....mt. mas vim aqui matar a saudade...deixei no profile do Piano um coração masai...

quando voltar vamos tomar café?


adoro-te.

Tu sabes.

Fernando Jorge Pires disse...

Caro amigo Luis:
Tenho muita pena de não o ter encontrado este ano. Apenas estive na festa no domingo e na 2ª feira à noite, isto porque cheguei de férias no sábado de madrugada. No ano passado ainda conversámos um pouco, mas este ano não nos vimos. Estou certo que nos devemos encontrar nos Chocalhos em Setembro (caso esteja a pensar em vir).
Fico contente por saber que continua a "ser" de Alpedrinha e a visitar-nos sempre que lhe é possível.

1 abraço Alpetriniense.

PS:Espero por si em Setembro.

augustoM disse...

Luís estamos todos mesmo necessitar é de um anjo da guarda.
Um abraço. Augusto

Fernando Manuel O. Pinto disse...

Amigo Luís, é sempre com imenso prazer que visito este teu cantinho... Abraço e obrigado por nos mostrares estas coisas tão, tão SINGULARES, no plural... Abraço, sincero, deste teu amigo ovarense a morar na "acrópole ribatejana". Se eu tiver alguma foto que queiras publicar num dos teus blogues manda-me um e-mail, ok?

Eduardo Castro Serra disse...

Amigão
Não sei como foi possível termo-nos desencontrado nesta época festiva da nossa querida Terra.
Pese embora esse desencontro, vieste a lembra-te de mim. Bem Hajas.
Vi um trabalho na gráfica que me aguçou a curiosidade. Depois falamos. Um abraço

paula silva disse...

Também gostei de te rever Amigo. Vivemos tão perto mas é em Alpedrinha que sempe nos reencontramos... mesmo entre tanta gente a quem tentamos dar atenção, há sempre uns momentos para nós, curtos mas intensos.

Bem-hajas por por mais um post delicioso.

E olha não é para te sentires melhor ou pior, mas também tenho tido imensa dificuldade em postar, principalmente fotos, também não sei o que se passa neste espaço, se estamos a exagerar no conteúdo ou se há algum problema técnico, mas vamos continuar a insistir, não é?

Um grande abraço amigo.
E que os Anjos nos guardem!

Grilinha disse...

Numa pesquisa pelo Google vim aqui parar.
Fui ficando envolvida na leitura e não resisti a comentar.
Mais um blog de um alpetriniense que passarei a visitar.
Um abraço Fernanda Grilo