"Um Barco atracado ao cais é sempre um sonho preso"

domingo, março 19, 2017

O voo do Maçarico rumo à Paz

José Joaquim Maçarico era meu pai.
Partiu, soube-o agora.
Hesitei em escrever acerca deste assunto, pois é do foro íntimo e nos dias de hoje as pessoas partilham tudo na Internet, tanta coisa cuja intimidade deveriam resguardar...
Independentemente da parte do percurso que me afecta e do qual não falarei aqui, pois não sou juíz de ninguém, deixo suspensa uma pergunta que me perturba: Porque teve de ser assim o nosso (não) relacionamento?
Aparte isso, terei de relevar o facto deste ser - cuja perda se assinala - ter sido, apesar da sua dificuldade em expressar emoções, sentimentos...associativista, de longa data.
Foi Presidente da direcção da Sociedade Promotora (Lisboa, freguesia de Alcântara) e em representação desta, Presidente da antiga Federação Portuguesa das Colectividades de Cultura e Recreio, sita na Rua da Palma, homenageado em sessão solene desta instituição, aquando dos 75 anos da FPCCR, curiosamente quando eu pertencia aos Corpos Sociais (era secretário da direcção presidida por Alfredo Flores).
Que o seu espírito repouse em paz, é o que desejo.

Luís Filipe Maçarico (texto) Fotografia recolhida na Web.

2 comentários:

Elvira Carvalho disse...

Que encontre a LUZ e repouse em paz.
Para si amigo um apertado abraço.

rosa disse...

Amigo, é muito digno da tua parte falares de teu Pai, que acaba de cumprir a sua passagem por aqui.
Desejo que ele descanse em Paz...
E que tu meu amigo, sintas no teu coração, a compaixão e o perdão tão necessário para tu continuares a ter a Paz e a felicidade, que mereces e a que tens direito.
Sê Feliz meu amigo do <3
Abraço-te