"Um Barco atracado ao cais é sempre um sonho preso"

quinta-feira, maio 30, 2013

Se vivêssemos em democracia...

É só para lembrar que hoje seria feriado, se vivêssemos em Democracia...
O coronel Vasco Lourenço, afirmou numa entrevista, que interiormente chama nomes feios a Américo Tomaz, perdão, ao Senhor Silva...
Não sei se dorme em paz, pois foi devido ao seu maravilhoso 25 de Novembro, que recuámos até à actual asfixia...
Como poderemos agradecer aos camafeus todos o "bem" que nos fizeram?


O futuro afigura-se cada vez mais medonho, embora saibamos que, por vezes, até uma criança, caída num esgoto, pode ser resgatada para a vida...
Espero ainda estar vivo para ver o volte-face, para assistir ao declínio dos ultra liberais que governam o mundo. 
A Profecia de Saramago, é carícia nos meus ouvidos:
"E chegará o dia das surpresas!"
Luto para que esse dia surja. 
Entretanto, começam a vislumbrar-se pequenos sinais.
A Poesia pode irromper quando menos se espera. Oxalá...
Luís Filipe Maçarico (Texto) CA e LFM (fotografias)


2 comentários:

elvira carvalho disse...

Passei amigo. Gostei do texto.
Um abraço e bom fim de semana

João Afonso disse...

Lutei e quando luto, fico de luto pela indiferença de um povo que teima em aguardar pelo jovem rei que se perdeu nas areias que os mouros transformam em movediças.