"Um Barco atracado ao cais é sempre um sonho preso"

quinta-feira, setembro 29, 2011

Um dos Paraísos





















O pôr do sol em Odeceixe é um espectáculo, que sigo há vários anos.
Desta vez voltei à Residencial do Parque, do amigo Cláudio Duarte, que recebe como ninguém o forasteiro, cativando clientela fiel que volta sempre.
O pequeno almoço fabuloso, a simpatia do tratamento (toda a gente merece do Cláudio um atendimento vip), o preço convidativo, o conforto dos quartos, tudo conduz ao nosso regresso.
Durante uma semana, vivenciei dias tranquilos, num território que conheço bem, com uma pessoa suave - a São - que é uma excelente companheira de viagem.
O moinho de Marinhais, a conversa com o mestre moleiro Alexandre ("Os moinhos assim de abóbada, dizia o meu avô, são muito velhos, muito velhos!"), a vereda que desce até à vila, o percurso em torno da Ribeira, a caminho da praia das Adegas, as dunas com camarinhas, no alto das falésias, foram instantes mágicos que retive.
Para o ano, se estiver vivo, quero voltar a um dos paraísos, que é ali, em Odeceixe...
Luís Filipe Maçarico (texto e fotos)

2 comentários:

elvira carvalho disse...

A julgar pelas fotos é um paraíso mesmo.
Um abraço e um aviso. Anda um bug na blogosfera. E parece que o seu blogue foi apanhado, pois antes de entrar fui alertada pelo aviso. Entrei na mesma porque sei que desta vez não se trata de nenhum vírus.

Pete disse...

Por enquanto ainda vai sendo. Aquela área que começa quando se sai da A22 e se vai em direcção a Aljezur e acabando por ir terminar a Odeceixe é um dos Paraísos que este Algarve ainda vai tendo. Quando entro naquela nacional após sair da A22 até o ar é mais puro e dá prazer em respirar.