"Um Barco atracado ao cais é sempre um sonho preso"

sábado, novembro 17, 2007

Pintando Com Café



Na última Feira de Artes e Ofícios realizada na minha rua, participei, a convite da Junta de freguesia dos Prazeres, pintando com café.
Montei estaminé na entrada de uma das tendas e com a caneta de tinta permanente, uma caneca com café, um pincel e uma colecção de folhas de cartolina fui desenhando e depois pintava...pintei dezenas, distribuí tudo.
António Brito registou esses momentos em fotografia.

3 comentários:

Ezul disse...

Muito bonitos! Fazem-me lembrar as estevas, singelos e espontâneos, e têm um quanto de ritual: a dignidade da tinta permanente, a cor e o perfume do café... Guardo cuidadosamente o meu, de há quatro anos. Guardo a lua e a árvore...
Ezul

ana disse...

Caro Luis,
Tambem por lá andei de estaminé montado, mas mais para dentro que para mim já fazia fresquito;)
Estive com "bergonha" de tambem eu querer muito uma pintura de café. Fica para outra altura. Mas mais importante que tudo isto são estas suas causas e dedicação a elas. Foi-me segredado como maravilha a conhecer pelo "olho" especial e meigo do António Brito. Cá estou então a acompanhá-lo por aqui tambem. Parabéns.

Fernando Pinto disse...

Gosto muito deste tipo de pintura, destes tons quentes e aromáticos...

Abraço de quem admira muito a tua pessoa e o teu trabalho.

Fernando Manuel