"Um Barco atracado ao cais é sempre um sonho preso"

segunda-feira, junho 26, 2017

Em Idanha-a-Nova falando de Associativismo





A meio de Junho, mergulhei nas temperaturas altas de Idanha-a-Nova, que ainda por cima coincidiu com o fim de semana das temperaturas excessivas e trovoadas secas, que contribuíram para a tragédia de Pedrógão-Grande...

Tendo estado em Moçambique, Cabo Verde, Marrocos, Tunísia e no Baixo Alentejo (Mértola, Pias, tantos lugares...) não conheço calor igual.

Acedera há meses a um convite muito honroso da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, para participar no Centro Cultural Raiano, numa Tertúlia cujo tema era "Associativismo, Património e Cidadania", coincidente com o título de um livro de minha autoria apresentado no Grupo Dramático e Escolar "Os Combatentes", há sete anos. 

Programada para integrar a comemoração do centenário do Club União Idanhense, a sessão foi sobretudo participada pela Associação (apenas com 3 anos de existência) "Raia Gerações", cuja direcção e associados saúdo, pela presença e interacção, muito estimulante.

Grato ao Antropólogo e Amigo Eddy Nelson Chambino, pelo acompanhamento exemplar, guiando-me depois (com o chefe de divisão Paulo Longo, também antropólogo e igualmente presente na sessão e nas boas vindas) à exposição dos tesouros do clube homenageado.

O percurso entre Ladoeiro, Rosmaninhal e Monsanto, passando pela Associação de Regantes (com 900 associados) foi excelente, pois aprendi bastante sobre a História deste concelho raiano.
Grato a todos os que me incentivaram, nesta breve digressão, que me deixou com vontade de voltar, embora em época bem mais amena...

Luís F. Maçarico (texto) Fotos de Eddy Nelson Chambino 

2 comentários:

Laura Garcez disse...

Não te sabia tão viajado. :-)
Espero que estas tuas digressões culturais tenham sido um sucesso e te deixado feliz.

chamb eddy disse...

Mais uma vez, bem hajas Luis por toda a tua atenção, dedicação e entrega. Havemos de repetir outras itinerâncias...

abraço amigo
eddy