"Um Barco atracado ao cais é sempre um sonho preso"

sexta-feira, agosto 14, 2015

Olhar e Ver - A Diferença

Passamos, olhando, mas será que vemos?
Um olhar apressado não repara no pormenor.
Ver é envolver os sentidos. 
Quando paramos para ver, sentimos intensamente o lugar.
Percebemos os aromas, tocamos nos aspectos materiais que se destacam., com portas esculpidas, aldrabas e batentes, volutas, esculturas de pedra em chafarizes, rosas num jardim, ameixoeiras, laranjas...
Escutamos as vozes de quem ali reside. Se há mar por perto, ouvem-se as ondas no seu vaivém...
E porque não, para absorver - a nível dos cinco sentidos - o lugar, saborear a gastronomia? Um petisco, um copo de vinho, um bolo, um fruto.
Quando se passa por um lugar, é preciso ver. E ver é muito mais do que olhar...
A experiência sensorial vale mais que mil frases de pensadores, dissertando acerca desta constatação, que cada um deverá empreender, para entender a diferença.
Quantos de nós sabem ver, para lá de olhar, sem tempo para fruir?

Texto e fotos: LFM (Odeceixe, S. Teotónio e Viana do Castelo)


1 comentário:

Céu Ramos disse...

Essa tua forma de transmitir os sentidos, os olhares, o saborear as coisas pequenas e grandes que a vida nos entrega, ajuda-me a olhar para dentro de mim e ver que deixo passar muito do meu sentir, sem saborear na medida certa, pelo imenso controlo sobre mim. Estava a ler-te e a ver-me nesse estado de alma, quando me emociono a olhar o mar, um ribeiro, a Serra Mãe, um bom petisco, os amigos e outras tantas coisas boas a que por vezes não dou o devido valor, por me faltarem outras, que certamente não são as mais importantes. Obrigada amigo por me acordares para essa emoção. Vou beber um copo. Á tua saúde. Bem hajas!