"Um Barco atracado ao cais é sempre um sonho preso"

domingo, dezembro 09, 2012

Museu Nacional do Desporto

Depois de ter morado num andar de habitação, na Rua dos Anjos, que propiciava ao visitante o encontro com esquifes que saíam do elevador, pois no mesmo prédio havia um lar de idosos, que iam naturalmente falecendo...

Depois de ter habitado o Complexo Desportivo da Lapa, numas vitrines dispersas, ocupando tudo o que era cantinho, entretanto quase transformado em condomínio privado...

Depois de estar previsto para o Pavilhão Carlos Lopes, anunciado com fanfarras, em que Sócrates e Costa assinaram o respectivo protocolo...
  

Nasceu este Verão no Palácio Foz o Museu Nacional do Desporto.

Finalmente, fui visitá-lo. 


O local é digno, central, apelativo. Quanto ao conteúdo, deixei a minha opinião no livro de visitantes:
"Ainda bem que este Museu está instalado em tão nobre lugar. Porém, considero redutor que apenas as modalidades olímpicas sejam merecedoras de tal destaque. E os outros heróis desportivos? Santa Camarão, boxeur mítico, vareiro e português de corpo e alma? E tantos outros... Nem que seja em exposições temporárias, a memória desses homens e mulheres que marcaram a nossa Cultura e são Património Nacional, são dignos dessa evocação (No caso que apresento foi condecorado a título póstumo pelo então Sec. Est. Hermínio Loureiro, com a medalha de Mérito Desportivo!)
Luís Filipe Maçarico 9-12-2012
A Biblioteca Nacional do Desporto, que integra este novo Museu, possui 60 mil registos (monografias, publicações periódicas, vídeos, DVD's, etc.), de entre os quais verdadeiros tesouros como o primeiro livro de desporto editado no mundo, datado de 1577.

Texto e fotografias: Luís Filipe Maçarico

5 comentários:

FRAGATA disse...

Desconhecia totalmente este Museu. Local a visitar brevemente. Obrigada por nos alertares. Concordo inteiramente em que não pode ser tão redutor. Há imensa gente que fez muito pelo desporto. Em Almada temos uma das primeiras mulheres a praticar determinadas modalidades, e sem apoios de ninguém. Antes pelo contrário.

EVB disse...

Também desconhecia o Museu. Vou visitar na primeira oportunidade. E gostaria muito que fosse de facto representativo do que tem sido o Desporto neste país. Suponho que falta também uma História do Desporto Português (pelo menos do Século XX), que julgo que seria muito interessante se fosse capaz de se debruçar sobre as nossas grandes figuras e nalguns casos à sua vida, que mereceria ser conhecida - Lázaro, Camarão, Baptista Pereira, os homens do ciclismo, etc, etc. Um abraço e obrigado pelo alerta

José Rodrigues disse...

Um espetáculo Luis, boa divulgação, e afinal o local depois de tanta esitação como dizes, parece-me excelente. Um abraço

Mar Arável disse...

Boa partilha

Abraço

Mar Arável disse...

Boa partilha

Abraço